Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
A experiência da conjugalidade em casais sem filhos por opção
Número do projeto
055587
Número do processo
23081.018852/2021-39
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
08/03/2021
Data final
31/03/2022
Resumo
Uma das escolhas mais importantes na vida de um ser humano é a decisão por ter filhos. Essa é uma preocupação bastante fundamentada, visto que implica em muitas mudanças na vida daqueles que assumem a parentalidade, assim como para a dinâmica conjugal. Identifica-se um aumento no número de casais que intencionalmente escolhem não ter filhos, considerado um fenômeno contemporâneo que parece estar ligado à inserção da mulher no mercado de trabalho, a revolução sexual, advinda dos métodos contraceptivos e investimento na carreira profissional. Tal decisão, contudo, exige do casal conjugal um reposicionamento em relação ao investimento no relacionamento amoroso, nas individualidades, na carreira profissional, nas conquistas financeiras, entre outros, além de lidar com a estigmatização, preconceito ou pressão social. Deste modo, propicia o surgimento de novas formas de conjugalidade dissociadas da continuidade geracional. Nesse tocante, esse estudo propõe-se a investigar da conjugalidade nesse contexto, compreendendo que diversas especificidades podem marcar as relações amorosas ocorridas quando os membros optam por não ter filhos. Mais especificamente objetiva-se compreender a experiência da conjugalidade de homens e mulheres em casamentos sem filhos por opção. Busca, ainda, investigar a decisão por não ter filhos ao longo da história do casal; entender as percepções e sentimentos dos cônjuges quanto às expectativas sociais e familiares em relação à parentalidade no casamento; conhecer os significados, crenças e valores atribuídos pelos cônjuges ao casamento e à parentalidade; bem como, conhecer como mulheres e homens em casamentos sem filhos qualificam seu relacionamento conjugal e sua satisfação com o casamento. Participarão do estudo 10 casais ou membros de casais heterossexuais que optaram por não ter filhos. A participação na pesquisa ocorrerá por meio da resposta a um Questionário Sociodemográfico, a uma Entrevista sobre a Conjugalidade. Os dados provenientes da Entrevista sobre a Conjugalidade, após transcritos, serão analisados a partir da Análise de conteúdo. Os resultados advindos do Questionário Sociodemográfico, por sua vez, serão analisados de forma descritiva.
Objetivos
Compreender a experiência da conjugalidade de homens e mulheres em casamentos sem filhos por opção; investigar a decisão por não ter filhos ao longo da história do casal; entender as percepções e sentimentos dos cônjuges quanto às expectativas sociais e familiares em relação à parentalidade no casamento; conhecer os significados, crenças e valores atribuídos pelos cônjuges ao casamento e à parentalidade; bem como, conhecer como mulheres e homens em casamentos sem filhos qualificam seu relacionamento conjugal e sua satisfação com o casamento
Justificativa
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE considerou no censo demográfico de 2010, casal sem filho(s) aquele composto por somente duas pessoas em união conjugal. No Brasil, vem crescendo a cada ano o número de famílias sem filhos. No censo de 2000, 13% das famílias eram compostas por casais sem filhos, sendo as demais 54% famílias com filhos, 16% de famílias monoparentais e 17% de outros arranjos familiares (IBGE, 2000). Em comparação, no censo de 2010, as famílias sem filhos já correspondiam a 20% dos arranjos familiares brasileiros, sendo as demais, 55% famílias com filhos, 19% famílias monoparentais e 6% de outros tipos de família (IBGE, 2014). Esses dados associam-se às mudanças sociais, econômicas e culturais vivenciadas a partir da metade do século XX, incluindo o movimento feminista, a maior inserção da mulher no mercado de trabalho e a chamada revolução sexual, que estiveram ligadas a mudanças importantes na concepção sobre família e casamento. O casal sem filho tem se tornado um fenômeno social importante a ser considerado, não somente pelo crescimento desta configuração em nossa sociedade, mas por algumas de suas peculiaridades, como: menores desigualdades entre os cônjuges e melhores níveis de bem-estar econômico e social (ALVES; CAVENAGHI; BARROS, 2010). Contudo, a escolha por não ter filhos pode gerar dificuldades na vida a dois, como julgamentos, cobranças familiares ou sociais e exclusão em relação a amigos com filhos (BERNARDI; FÉRES-CARNEIRO; MAGALHÃES, 2018). No âmbito brasileiro, as pesquisas realizadas, muitas vezes incluem apenas mulheres, e retratam, no geral, as experiências dessas e as dificuldades implicadas em sua decisão, ou, ainda as motivações e estigmatizações sofridas frente à escolha do casal. Na literatura internacional, alguns estudos investigam o impacto da decisão por não ter filhos ao longo da vida e do ciclo de vida familiar dos casais e muitos com o enfoque nas mulheres. Percebe-se, no entanto, uma carência de estudos que investiguem as percepções de homes e mulheres sobre a decisão de não ter filhos no que diz respeito à conjugalidade e à experiência das relações nesse contexto. Dessa forma, como expectativas da pesquisa, supõe-se que aspectos como a satisfação conjugal podem ser priorizados nestes casais. Nesse sentido, para além de contribuir com o conhecimento científico sobre a experiência de casais sem filhos por opção, considera-se que tais investigações podem favorecer a problematização acerca dos modelos socialmente construídos sobre o casamento e sobre o papel da parentalidade nessas relações.
Resultados esperados
Espera-se contribuir com a construção de conhecimento no âmbito das vivências de casais sem filhos por opção. A partir de seus resultados, este estudo poderá contribuir com profissionais que atuam no contexto da saúde, em especial aqueles que atuam família e a perspectiva conjugal.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Conjugalidade
Palavra-chave 2
Casais sem filhos
Palavra-chave 3
Satisfação conjugal
Palavra-chave 4
[Não informado]
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Em andamento
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
[Não informado]
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
7.07.00.00-1 PSICOLOGIA
Grupo do CNPq
014 NÚCLEO DE ESTUDOS INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE
Linha de pesquisa
06.00.00 CCSH
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.03 Projeto de Dissertação

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Inovação, geração de conhecimento e transferência de tecnologia
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    Compreender a experiência da conjugalidade de homens e mulheres em casamentos sem filhos por opção.
    Período:
    08/03/2021 a 31/03/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Indicador:
      Realização de entrevistas com casais ou membros de casais que optaram por não ter filhos voluntariamente.
      Valor:
      10
      Conclusão:
      0
    • Fase:
      Participação em eventos
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Orientações
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Qualificação
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2021
      Conclusão:
      0 %
  • Meta:
    Conhecer como mulheres e homens em casamentos sem filhos qualificam seu relacionamento conjugal e sua satisfação com o casamento.
    Período:
    08/03/2021 a 31/03/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Fase:
      Submissão ao Comitê de Ética
      Período:
      01/04/2021 a 30/04/2021
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Leituras
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Coleta de Dados
      Período:
      01/05/2021 a 31/07/2021
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Participação em eventos
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
  • Meta:
    Conhecer os significados, crenças e valores atribuídos pelos cônjuges ao casamento e à parentalidade.
    Período:
    08/03/2021 a 31/03/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Fase:
      Leituras
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Participação em eventos
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Transcrição dos Dados
      Período:
      01/06/2021 a 30/09/2021
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Análise dos Dados
      Período:
      01/10/2021 a 30/11/2021
      Conclusão:
      0 %
  • Meta:
    Entender as percepções e sentimentos dos cônjuges quanto às expectativas sociais e familiares em relação à parentalidade no casamento.
    Período:
    08/03/2021 a 31/03/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Fase:
      Discussão com a Literatura
      Período:
      01/11/2021 a 28/02/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Formatação da Dissertação em Artigos
      Período:
      01/10/2021 a 28/02/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Participação em eventos
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Participação e apresentação de trabalhos em eventos
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
  • Meta:
    Investigar a decisão por não ter filhos ao longo da história do casal.
    Período:
    08/03/2021 a 31/03/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Indicador:
      Conclusão do estudo e submissão dos artigos derivados
      Valor:
      2
      Conclusão:
      0
    • Fase:
      Defesa da Dissertação
      Período:
      01/03/2022 a 01/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Devolução dos Resultados
      Período:
      01/03/2022 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Leituras
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Participação em eventos
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Escrita e publicação de artigos científicos
      Período:
      08/03/2021 a 31/03/2022
      Conclusão:
      0 %