Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
AVALIAÇÃO DA COMPATIBILIDADE ENTRE COMPETÊNCIAS REQUERIDAS E COMPETÊNCIAS DESENVOLVIDAS: O CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
Número do projeto
055014
Número do processo
23081.053351/2020-18
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
10/11/2020
Data final
31/12/2020
Resumo
O intuito do presente estudo foi analisar a compatibilidade entre as competências requeridas e as competências desenvolvidas na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), de forma a propor cursos para capacitação de novas competências. O referencial teórico norteador deste estudo contemplou os seguintes tópicos: (i) administração pública e gestão de pessoas, (ii) principais regulamentações da gestão de pessoas na administração federal, (iii) gestão por competências, (iv) gestão por competências no setor público, (v) gestão por competências e as necessidades de capacitação e (vi) competências nas instituições federais de ensino. Em relação ao método, o estudo se caracterizou como uma pesquisa qualitativa, fazendo o uso de diferentes fontes de evidência como: pesquisa documental, registro em arquivos, observação direta e observação participante. Para atendimento ao primeiro objetivo específico do estudo foi realizado um levantamento do contexto em que se encontrava o processo de implantação da gestão por competências na universidade. Par suprir o segundo objetivo específico foi feita uma análise do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da universidade para identificar quais competências são pretendidas pela instituição. O terceiro objetivo específico foi concluído com a análise das ementas dos cursos de capacitação desenvolvidos para identificar quais competências estão sendo desenvolvidas na UFSM. Por fim o quarto e último objetivo específico, foi realizado fazendo o confronto das competências estabelecidas no PDI com os cursos de capacitação desenvolvidos, podendo assim evidenciar quais competências necessitam ser trabalhadas nos cursos. Por fim, foi realizada a proposta de criação de cursos de capacitação a serem desenvolvidos pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas que apresentam em seu conteúdo competências necessárias a UFSM.
Objetivos
1.2.1 Objetivo geral Propor cursos para capacitação de novas competências a serem desenvolvidas pelo Núcleo de Educação e Desenvolvimento – NED aos TAES da UFSM. 1.2.2 Objetivos específicos a) Acompanhar os procedimentos de elaboração da proposta de Gestão por Competências da Pró-Reitoria da Gestão de Pessoas da UFSM; b) Identificar quais as competências pretendidas pela UFSM em nível organizacional, gerencial, comuns e específicas através do seu PDI; c) Verificar as competências que estão sendo desenvolvidas através dos cursos de capacitação oferecidos pelo NED por intermédio da análise das ementas dos cursos desenvolvidos; d) Apurar a compatibilidade, confrontando os resultados obtidos na identificação das competências estabelecidas no PDI da UFSM com as competências que estão sendo desenvolvidas nos cursos de capacitação.
Justificativa
A Administração pública brasileira, tem passado por transformações visando buscar a implementação de um modelo de gestão que forneça soluções e atenda os anseios da sociedade, de modo que torne suas ações efetivas. No âmbito das IFES, essa realidade se mantém. Deste modo, para se adequar a essas demandas, os gestores públicos vêm buscando modelos de gestão mais eficientes, flexíveis e adaptáveis que proporcionem melhorias no desempenho das organizações. Nesse sentido, Dutra (2008) ressalta que os modelos tradicionais de gestão não atendem a essa realidade, sendo necessário um modelo abrangente, que possibilite o alinhamento das práticas de recursos humanos entre si e com as estratégias organizacionais. Neste cenário, a gestão por competências surge como alternativa para o desenvolvimento humano e social, tanto individual quanto coletivo e organizacional, de modo a contribuir com o alcance dos objetivos organizacionais (GUIMARÃES, 2000; SILVA; MELLO; TORRES, 2013; MELLO; SILVA, 2013; AGUIAR, 2015; MELLO; FONSECA; SANTOS, 2015). Dessa forma, a implantação de um modelo de gestão por competências na esfera pública revela-se como uma estratégia para o alcance de melhores resultados no desempenho das organizações públicas do Brasil (Brasil, 2009). Segundo Dutra (2012), ao implantar o uso das competências na área de gestão de pessoas passa-se a ter um olhar mais estratégico para a organização, levando em consideração sua complexidade e espaço ocupacional. Aguiar (2015), ressalta que a Administração Pública compreende a importância da gestão por competências e a considera como uma inovação para desenvolver pessoas tendo em vista o seu alcance de resultados, porém não deixa de reconhecer que sua implantação é um desafio. Apesar dos avanços na produção científica relacionadas a temática de gestão por competências no setor público, vinculadas ao Decreto Federal nº 5.707/2006 (BANDEIRA; ARRUDA; CABRAL; SANTOS, 2017), ainda há necessidade de compreender melhor o assunto haja vista ser considerado um desafio devido suas particularidades e interferências (CINTRA; OLIVEIRA; BARBOSA; FRANCO, 2017), bem como suscita a apuração de fatores que afetam a implantação da GC em uma Organização Pública são os mesmos que em outras Organizações (LIMA; MELO, 2018). Em investigação sobre a implantação da gestão por competências em Universidades Federais, Landfeldt e Odelius (2017) constataram defasagem entre a publicação do Decreto 5.707/2006 e as iniciativas de realizar ações para adoção da GC, que apesar de terem iniciado as discussões em 2006, algumas começaram a retomar os projetos somente a partir de 2010. Ainda segundo a pesquisa, os principais motivadores para adoção estavam relacionados a demandas legais, configuração como política de governo, necessidade de melhorias para gestão de pessoas. Tendo em vista, o autor deste estudo pertencer ao quadro de servidores TAES da UFSM, com exercício na PROGEP e, após ter tomado conhecimento da exigência prevista no Decreto nº 5.707/2006, bem como as diretrizes estabelecidas no PDI da instituição foi possível observar que existem lacunas de competências que não estão sendo desenvolvidas nos cursos de capacitação da UFSM, em que o público alvo sejam os servidores TAES da instituição. Essas lacunas se tornaram evidentes para o pesquisador a partir do momento que as capacitações oferecidas aos servidores são realizadas a partir de sugestões de cursos em áreas de conhecimento e interesse que os próprios servidores desejam, podendo optarem ou não por cursos que desenvolvam as competências necessárias ao desempenho de suas atribuições nos setores onde os mesmos atuam. Além disso cabe frisar que a instituição pesquisada está em processo de implementação da política de gestão por competências em suas práticas de gestão, a partir daí viu-se então a oportunidade de promover contribuições a implementação dessa política ao pesquisar sobre esta temática. No que tange a importância teórica da pesquisa, além de visar preencher lacunas de estudos, destaca-se a importância de compreender as ações de capacitação relacionadas, ao desenvolvimento de pessoal por competências no contexto de uma IFES. Ainda, sem a pretensão de esgotar o tema, esta pesquisa poderá auxiliar na implantação prática da gestão por competências, além de vir a colaborar com conhecimento sobre um tema de grande importância dentro das ciências administrativas. No caso da UFSM a justificativa se complementa na medida em que Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI (2016-2026) da instituição, que além de representar um requisito legal, por força do Decreto nº 5.707/2006 (PNDP), é o documento que caracteriza a identidade da instituição e norteia o caminho a ser seguido pela Universidade no cumprimento de sua missão institucional para o alcance dos seus objetivos nos próximos 10 anos, e que traz como objetivo, no que diz respeito a área de gestão de pessoas, desenvolver um rol de competências gerenciais, técnicas e de liderança, além de aliar um sistema de seleção e progressão capaz de equilibrar ensino, pesquisa e extensão onde seja considerado ainda as diferentes áreas e níveis de ensino. Ainda, aliado ao PDI, está o Plano de Gestão (2018-2021) da instituição, o qual apresenta a Gestão por Competências como um objetivo estratégico vinculado ao desafio de modernização e desenvolvimento organizacional, delineado na ação de implantar a gestão por competências. Ademais, Dutra (2017), ressalta que as organizações que têm aplicado os conceitos de competência estão obtendo bons resultados na área de gestão de pessoas. Neste ponto, o modelo de Gestão por Competências é uma tendência latente para a área de recursos humanos do setor público, que deve ser baseado em programas de desenvolvimento das competências, inclusive para os seus gestores públicos (OLIVEIRA; SILVA; CAVALCANTE, 2011). Diante do exposto, espera-se que o presente estudo contribua para a difusão dos princípios e métodos da gestão por competências das IFES, de forma possibilitar o processo de modernização da estrutura da gestão de pessoas e especificamente contribuir com o processo de implementação e consolidação da política de Gestão por competências na UFSM, oportunizando o aperfeiçoamento dos servidores, e trazendo melhorias na prestação de serviços à comunidade.
Resultados esperados
) Acompanhar os procedimentos de elaboração da proposta de Gestão por Competências da Pró-Reitoria da Gestão de Pessoas da UFSM; b) Identificar quais as competências pretendidas pela UFSM em nível organizacional, gerencial, comuns e específicas através do seu PDI; c) Verificar as competências que estão sendo desenvolvidas através dos cursos de capacitação oferecidos pelo NED por intermédio da análise das ementas dos cursos desenvolvidos; d) Apurar a compatibilidade, confrontando os resultados obtidos na identificação das competências estabelecidas no PDI da UFSM com as competências que estão sendo desenvolvidas nos cursos de capacitação.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Gestão por Competências
Palavra-chave 2
cursos de capacitação
Palavra-chave 3
UFSM
Palavra-chave 4
[Não informado]
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Concluído/Publicado
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
14/06/2021
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
6.02.02.00-9 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Linha de pesquisa
06.35.00 Pessoas e Sociedade
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.03 Projeto de Dissertação

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Modernização e desenvolvimento organizacional
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    Acompanhar os procedimentos de elaboração da proposta de Gestão por Competências da Pró-Reitoria da Gestão de Pessoas da UFSM;
    Período:
    10/11/2020 a 31/12/2020
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
  • Meta:
    elaboração dissertação
    Período:
    10/11/2020 a 31/12/2020
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
  • Meta:
    Identificar quais as competências pretendidas pela UFSM em nível organizacional, gerencial, comuns e específicas através do seu PDI
    Período:
    10/11/2020 a 31/12/2020
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %