Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
A INTERFACE ENTRE PSICANÁLISE E FONOAUDIOLOGIA NA INTERVENÇÃO DE CRIANÇAS COM ATRASO NA LINGUAGEM
Número do projeto
054786
Número do processo
23081.031845/2020-41
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
18/09/2020
Data final
31/12/2021
Resumo
Esta pesquisa propõe discutir o atraso da linguagem a partir de uma perspectiva interdisciplinar entre Fonoaudiologia e Psicanálise. Tem como objetivo estudar e comparar os efeitos das intervenções interdisciplinares da fonoaudiologia e da psicanálise no desenvolvimento da linguagem em crianças com atraso na linguagem. A pesquisa consistirá em um estudo de caso, de natureza qualitativa, com acompanhamento longitudinal. Para compor a amostra serão selecionadas 4 crianças de ambos os sexos, com idade entre 2 e 4:11 anos com atraso de linguagem. Os instrumentos de seleção dos sujeitos contarão com o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), a Anamnese, a entrevista, a Avaliação Miofuncional Orofacial com Escores (AMIOFE) e a Triagem auditiva. Posteriormente, os sujeitos serão designados para os grupos de terapia (G1) composto por 2 crianças que receberão somente intervenção fonoaudiológica e (G2) composto por 2 crianças que receberão intervenção fonoaudiológica e psicológica. Como procedimentos de coleta de dados serão utilizados o Protocolo de observação comportamental (PROC) e a terapia de linguagem oral, realizados por um fonoaudiólogo, e a análise psicanalítica, realizada pela psicóloga, a fim de avaliar as questões sintomáticas emergentes da criança que podem estar associadas ao atraso no desenvolvimento da fala (atraso de linguagem para fonoaudiologia). Serão realizados também encontros semanais entre a fonoaudióloga e a psicóloga a fim de discutir as questões da fala e da linguagem que forem se apresentando ao longo das sessões com as crianças do grupo. Os encontros serão realizados durante um período de 3 meses, contemplando no G1 12 sessões de fonoaudiologia e, no G2, 12 sessões de fonoaudiologia e 12 sessões de psicoterapia. Está previsto também o acompanhamento com os pais a fim de entender as questões da dinâmica familiar, o lugar que a criança ocupa no discurso parental e os aspectos referentes ao desenvolvimento da criança. As crianças serão filmadas durante momentos de interação com as profissionais através da construção do brincar. A análise dos resultados será desenvolvida a partir das transcrições dos vídeos filmados ao longo das sessões do G1 e G2 e, posteriormente, serão analisadas. Os dados serão analisados a partir de “recortes” clínicos das sessões com excertos dos casos enlaçados as intervenções com base de sustentação pela teoria psicanalítica. Também serão incluídas para análise do estudo as informações obtidas por meio da anamnese da história pregressa da criança e a entrevista com o conteúdo do discurso dos pais e/ou responsáveis, uma vez que estes participarão do acompanhamento fonoaudiológico e psicológico. A anamnese e a entrevista com os responsáveis serão gravadas com gravador de voz digital. Além disso, os dados obtidos por meio do PROC serão confrontados qualitativamente conforme as indicações contidas no protocolo a fim de se observar a melhora na linguagem e no brincar simbólico.
Objetivos
Objetivo Geral: Estudar os efeitos das intervenções interdisciplinares da fonoaudiologia e da psicanálise no desenvolvimento da linguagem em crianças com atraso na linguagem. Objetivos Específicos: - Identificar e relacionar a história pregressa da criança com o atraso de linguagem; - Avaliar os resultados pré e pós intervenção quanto aos aspectos psíquicos e de linguagem; - Comparar os efeitos das intervenções fonoaudiológica e psicanalítica em crianças com atraso de linguagem.
Justificativa
Diferentes áreas do conhecimento humano buscam responder à questão de como a criança inicia o processo de desenvolvimento da linguagem. Tanto a fonoaudiologia quanto a psicanálise se ocupam do mesmo objeto de estudo – a linguagem. Tendo o fenômeno da linguagem como ponto central deste estudo busca-se, através de ambas as áreas do conhecimento, esclarecer as alterações observadas no processo de aquisição da linguagem e seus desdobramentos, bem como as contribuições teórico-práticas interdisciplinares para a efetividade no tratamento do atraso da linguagem. Concebe-se na teoria psicanalítica que o sujeito é efeito da linguagem. Essa premissa parte da teoria lacaniana, de Jacques Lacan, articulada ao campo linguístico, impulsionada por Ferdinand de Saussure. O sujeito é, portanto, efeito do significante vinculado à uma operação inconsciente (LACAN, 1953/1998). A partir disso, o inconsciente é aquilo que comparece na fala, “ele se acha nas palavras, apenas nas palavras e é nas palavras enunciadas pelo sujeito que ele pode ser escutado. Estruturado como uma linguagem, é nela que o inconsciente se acha profundamente enraizado (JORGE, 2008; p. 80)”. Estudos e diferentes autores desta área têm se utilizado dessa perspectiva para explicar o desenvolvimento da linguagem como um processo pelo qual o sujeito se constitui a partir do Outro (LACAN, 1953/1998; LAZNIK, 2013a; 2013b; JERUSALINSKY, J., 2014; BERNARDINO, 2006; CATÃO, 2009; MANNONI, 1980; KAMERS; BARATTO, 2004). As teorias utilizadas no campo da fonoaudiologia situam o desenvolvimento da linguagem a partir de distintos fatores, os quais a literatura aponta como: neurológicos, biológicos, cognitivos, psíquicos, ambientais e familiares (NAZARIO et al.,2019; BETTIO; BAZON; SCHMIDT, 2019; PANES; CORRÊA; MAXIMINO, 2018; OLIVEIRA et al., 2018; VENDRUSCOLO; SOUZA, 2015; PASSAGLIO et al, 2015; CALDAS et al., 2014; GURGEL et al, 2014; OLIVEIRA; RAMOS-SOUZA, 2014; SCHIRMER; FONTOURA; NUNES, 2004). Diante do exposto, é na interlocução entre psicanálise e fonoaudiologia que o desenvolvimento da linguagem, típico ou com atraso, pode ser uma aposta promissora. A intervenção precoce em casos de atrasos da linguagem, considerando que a prevenção ou a antecipação está determinada pela noção do tempo, poderia evitar a instalação de um sintoma de linguagem ou o agravamento dos problemas do desenvolvimento (LAZNIK, 2013a; 2013b; BERNARDINO, 2006; BERNARDINO 2007). Portanto, há a tentativa de garantir que, pela potencialização e estimulação do desenvolvimento da linguagem no laço com o Outro e no enlace do trabalho interdisciplinar, se possa promover alterações em um sintoma de linguagem que está em curso. Neste sentido, apresenta-se a seguinte questão de pesquisa: Quais efeitos tem as intervenções fonoaudiológica e psicanalítica no desenvolvimento da linguagem infantil?
Resultados esperados
Tratamento mais eficaz dos casos de atraso de linguagem; Estabelecimento de um trabalho interdisciplinar efetivo; Evitar que quadros clínicos emocionais graves se instalem; Orientação aos pais de como conduzir e estimular a linguagem nos casos de atraso de linguagem.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Psicanálise
Palavra-chave 2
Fonoaudiologia
Palavra-chave 3
Interdisciplinaridade
Palavra-chave 4
Linguagem
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Em andamento
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
[Não informado]
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
4.07.00.00-3 FONOAUDIOLOGIA
Linha de pesquisa
00.03.05.05 LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.03 Projeto de Dissertação

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Desenvolvimento local, regional e nacional
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    Análise e descrição dos resultados
    Período:
    01/03/2021 a 30/06/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Indicador:
      Análise e descrição dos resultados
      Valor:
      [Não informado]
      Conclusão:
      0
    • Fase:
      Análise e descrição dos resultados
      Período:
      01/03/2021 a 30/06/2021
      Conclusão:
      0 %
  • Meta:
    Coleta de dados
    Período:
    01/12/2020 a 31/05/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Indicador:
      Avaliações pré e pós terapia
      Valor:
      [Não informado]
      Conclusão:
      0
    • Fase:
      Coleta de dados
      Período:
      01/12/2020 a 31/05/2021
      Conclusão:
      0 %
  • Meta:
    Conclusão, qualificação e defesa de dissertação
    Período:
    01/09/2021 a 31/12/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Indicador:
      Defesa da dissertação e divulgação dos resultados
      Valor:
      [Não informado]
      Conclusão:
      0
    • Fase:
      Conclusão do projeto
      Período:
      01/09/2021 a 31/12/2021
      Conclusão:
      0 %
  • Meta:
    Discussão dos resultados e redação da dissertação
    Período:
    01/04/2021 a 30/09/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Indicador:
      elaboração da dissertação
      Valor:
      [Não informado]
      Conclusão:
      0
    • Fase:
      Discussão dos resultados e redação do artigo
      Período:
      01/04/2021 a 30/09/2021
      Conclusão:
      0 %