Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
PROGRAMA TOCCA: SABER E PRÁTICA TRANSDISCIPLINAR ENTRE AS ARTES E A SAÚDE.
Número do projeto
053593
Número do processo
23081.009767/2020-07
Classificação principal
Extensão
Data inicial
18/02/2020
Data final
18/02/2022
Resumo
O TOCCA: Programa transdisciplinar em Terapia Ocupacional, Corpo, Cultura e as Artes completa, em 2020, 10 anos de existência, desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa e extensão, contando com a colaboração de artistas de diversas áreas e terapeutas ocupacionais na composição de suas proposições. Desde 2016, sua coordenação e atividades ocorrem entre os cursos de dança bacharelado e terapia ocupacional da Universidade Federal de Santa Maria. Ao longo dos anos, já teve diferentes formatos, fez parcerias com instituições e coletivos de artistas, atendendo públicos diversos. Suas ações são construídas na interface entre os campos das artes e da cultura, da promoção à saúde, da produção de redes sociais e o campo da clínica em terapia ocupacional. Procurando observar, mapear e produzir dispositivos que propiciem uma ampliação das experiências de fruição e produção culturais. E também, ações no sentido do aumento da circulação e participação social, da promoção à saúde, do acesso a direitos sociais, da construção e problematização de projetos de vida, da ressignificação de lugares sociais oriundos de experiências de exclusão decorrentes da presença de sofrimento psíquico, deficiências e/ou da condição de vulnerabilidade ou isolamento social por razões diversas. Suas propostas são construídas em consonância com a Política Nacional de Cultura, especialmente, e segue as diretrizes da humanização do cuidado em saúde. Têm no princípio da cidadania, na compreensão e análise do cotidiano da população atendida, e na cartografia, eixos centralizadores, avaliadores e de pensamento de suas ações. Parte, ainda, da compreensão de que todos somos pessoas diferentes e que a convivência entre estas diferenças pode vir a criar e afirmar modos singulares de viver, relações mais cooperativas e humanizadas entre todos, enfim, promover uma cultura de paz. O programa está dividido em três eixos: Um corpo no mundo, Matilhas Poéticas e Caminhando. Cabe destacar que as ações, em cada eixo, estão em constante movimento e invenção, avaliadas criticamente pela equipe de trabalho em campo, por seus usuários e pela equipe coordenadora. UM corpo no mundo caracteriza-se por ser conduzido por artistas e terapeutas ocupacionais. Busca promover a fruição e criação por meio das artes da cena, das artes visuais e desenvolver metodologias de pesquisa em artes, tendo como desdobramentos a promoção da saúde e de espaços de cuidado de si, de acessibilidade cultural e participação social. Em Caminhando, de outro lado, experimenta-se das linguagens clínicas e das tecnologias de atenção em terapia ocupacional que potencializem tecer vínculos entre sujeitos, construir espaços mais cooperativos, desobstruir processos criativos, promover convívio entre as diferenças e a afirmação de modos singulares de fazer e existir cotidianamente. Este subprojeto toma a clínica também como criação. Por fim, no eixo coletivo manada, procura apoiar artistas por meio da capacitação continuada e do fomento ao trabalho cooperativo, auxiliando nos processos de criação, na inserção em editais de fomento à cultura, e na promoção de espetáculos, mostras ou outros eventos artístico-culturais.
Objetivos
OBJETIVOS GERAIS O programa se propõe a: Desenvolver procedimentos terapêuticos ocupacionais e artísticos de modo transdisciplinar na interface das artes e da saúde que sejam críticos em relação à produção contemporânea de subjetividade e que tomem a educação somática como potencializadora nos processos de criação. Atuando em consonância com as orientações previstas na Política Nacional de Cultura (PNC) e nas diretrizes de humanização do cuidado em saúde. Favorecendo e desenvolvendo a acessibilidade cultural, a circulação e a participação sociocultural a públicos diversos em diferentes espaços culturais da cidade por meio de ações diretas ou do acompanhamento terapêutico. Promovendo a fruição, a criação e a produção em artes possibilitando o acesso aos bens culturais a diferentes públicos compreendendo sua importância na produção da vida individual e em comunidade. E, com isso, fomentando o ensino e a pesquisa no campo de interface das artes com a saúde. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: • Ampliar a circulação social, a fruição em artes e a participação sociocultural de a todos e todas independente de sua condição de saúde e/ou social, promovendo espaços grupais com coordenação mista de artistas e terapeutas que possibilitem a criação em artes, ao mesmo tempo em que promovam a saúde, a produção e transformação da vida, e o fortalecimento de vínculos, a vida em comunidade; • Facilitar a afirmação da diversidade cultural, desenvolvendo recursos e estratégias de ação que propiciem a acessibilidade cultural a diferentes públicos; • Possibilitar espaços transdisciplinares de experimentação de linguagens artísticas e de práticas corporais a todos os envolvidos no programa – estudantes, profissionais e população atendida dentro e fora da universidade; • Promover ensino teórico-prático aos estudantes de graduação em terapia ocupacional inscritos nas disciplinas de Estágio supervisionado em terapia ocupacional no campo da cultura e interface com as artes, de Seminários de Prática e Trabalho de Conclusão de Curso I e II; • Oferecer ensino teórico-prático a estudantes de graduação em artes, em especial aos da dança bacharelado, que se engajam no programa; • Abrir espaço de capacitação em serviço a profissionais terapeutas ocupacionais e artistas que se engajam voluntariamente no programa; • Oferecer campo de pesquisa para o desenvolvimento de trabalhos de conclusão de curso e iniciação científica aos graduandos em terapia ocupacional e de artes, em especial, os da dança bacharelado;
Justificativa
Na contramão da fragmentação do conhecimento, este programa de extensão procura construir práticas que desconstruam as tendências, as formas, os sentidos instituídos ao que seja arte e saúde, e ao que se imagina no entre um campo e outro. Na experiência junto à comunidade acadêmica e não acadêmica procura-se construir conhecimento que misture os saberes populares e os saberes acadêmicos oriundos de diferentes campos. A transdisciplinaridade almejada está em consonância com o desejo por uma ação prática voltada a cooperação entre os seres vivos e o que denominamos natureza, entre as diversas formas de pensar e produzir pensamentos e ações, entre os variados modos de significar, sentir, dar valor a espaços, atividades na vida cotidiana. Afirma-se um desejo pela coexistência na diferença seja ela de caráter molar e/ou molecular. Procura-se com o TOCCA inventar um lugar e um tempo no cotidiano da cidade, do bairro, do circuito cultural de modo a abrir brechas para o aparecimento de outros modos de viver e de produzir cultura e saúde com a participação de todos os envolvidos. Incentivar e dar visibilidade a invenção de outras linguagens e modos de fazer que possam interferir na produção de subjetividade, permitindo a contaminação de uns com os outros pelas diferenças, assim como, a instauração de deslocamentos em modos de existir, de fazer, de dizer de certo grupo social. Fazer problema no mundo, para que o mundo busque novas soluções que possam acolher a todos em torno de uma ética que é a do respeito às diferenças. O Programa TOCCA objetiva, com isso, a produção de práticas e de saberes em uma perspectiva intersetorial e transdisciplinar na atenção a públicos diversos, buscando a investigação de metodologias de ação na interface com as artes que acompanhem os complexos movimentos da vida dos sujeitos, que fomentem a construção de redes cooperativas nas trocas materiais e afetivas, que favoreçam e inventem modos de pertencimento social. Pesquisando a construção de dispositivos ético-estéticos no contato com as singularidades oriundas dos encontros entre estudantes, profissionais, sujeitos e seus territórios de vida diversos, situações de saúde e vulnerabilidade social, que se desdobram em processos de singularização, utilizando a cartografia como um instrumento de acompanhamento, de análise e orientador para a produção das ações. Deste modo, vimos o programa como um espaço de qualificação profissional para os estudantes de graduação da saúde e das artes que podem realizar seus estágios, monografias, iniciações científicas e voluntariados junto a ele, em especial os dos cursos de terapia ocupacional e dança bacharelado, para os terapeutas ocupacionais que se engajam em uma capacitação em serviço. E também na promoção da importância da presença de um profissional qualificado nas equipes de trabalho junto aos serviços situados na interface entre os campos da cultura e da saúde. Por fim, o TOCCA vem abrindo espaço de atuação e de compartilhamento de saberes junto às instituições que compõem a rede socioassistencial, de saúde, de cultura e de educação do município. Destaca-se, ainda, que programa já tem em sua história a parceria com diferentes instituições, associações, escolas, coletivos de artistas.
Resultados esperados
a) Ação transformadora sobre a população beneficiada: Pretende-se o estabelecimento de um processo colaborativo entre técnicos e comunidade, onde ambos sejam atores de transformação da realidade local. Busca a diminuição da condição de vulnerabilidade social e a reversão de situações de exclusão, assim como de valores sociais e culturais que impedem a criação, a participação e o exercício pleno da cidadania. Espera-se encontrar conjuntamente estratégias de fortalecimento e afirmação de modos singulares de existência, de apropriação do potencial criativo na construção de repertórios subjetivos e de acesso aos bens de direitos. Assim como espaços de gestão coletiva e cooperativa. b) Formação do estudante de terapia ocupacional: Busca-se a formação do estudante de graduação em terapia ocupacional voltado para ações de cidadania e para o desenvolvimento de tecnologias artesanalmente construídas de cuidado pautadas no respeito ao outro e sua diversidade. Assim como, orientadas para o estabelecimento de relações horizontalizadas e cooperativas com diferentes profissionais. De outro lado, a produção de práticas e saberes em terapia ocupacional em ações intersetoriais e na interface com as artes. Fomentando a pesquisa e a produção científica na área da cultura em interface com a saúde. c) Formação continuada de profissionais de saúde e das artes Busca-se oferecer campo de reflexão, produção de conhecimento e aperfeiçoamento de práticas profissionais no campo da interface artes, cultura e saúde para profissionais das áreas da saúde e das artes. Acredita-se na importância de fomentar e qualificar a construção deste campo de ação em Santa Maria e região, ampliando o acesso da população aos serviços de cultura, a seus benefícios na promoção à saúde e a transformação da vida cotidiana.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Terapia Ocupacional
Palavra-chave 2
Acessibilidade Cultural
Palavra-chave 3
Interface Arte e Saúde
Palavra-chave 4
Educação somática
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Em andamento
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
29/12/2020
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
4.00.00.00-1 CIÊNCIAS DA SAÚDE
Caracterização das ações de extensão
01 PROGRAMA DE EXTENSÃO
Áreas temáticas (Política de extensão/2019)
02 CULTURA E ARTE
Linhas de extensão (Política de extensão/2019)
02.00 CULTURA E ARTE
Objetivos Sustentáveis da ONU
10 Redução das Desigualdades

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Inclusão social
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Cidades de atuação
Cidades
Cidade
UF
Período
Santa Maria
RS
18/02/2020 a 18/02/2022
Público alvo
Público alvo
200
Tipo de público
Sexo
Feminino
Masculino
Gênero
Feminino
Masculino
Faixa Etária
Adulto
Criança
Adolescente
Idoso
Nível de Escolaridade
Analfabeto
Analfabeto funcional
Ensino Fundamental
Ensino Médio
Ensino Superior
Estratificação Social
Alta vulnerabilidade social
Baixa vulnerabilidade social
Domicilio/ Residência
Urbana
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    Desenvolver o eixo - Caminhando
    Período:
    02/03/2020 a 01/02/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Fase:
      Realizar avaliação, acompanhamento e supervisão das ações em terapia ocupacional
      Período:
      02/03/2020 a 01/02/2022
      Conclusão:
      30 %
  • Meta:
    Desenvolver o eixo - Matilhas Poéticas
    Período:
    02/03/2020 a 13/12/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Fase:
      Executar um grupo com egressos do curso de dança bacharelado
      Período:
      01/04/2020 a 01/12/2021
      Conclusão:
      50 %
    • Fase:
      Executar ações de apoio a construção de um trabalho coletivo
      Período:
      01/04/2020 a 01/12/2021
      Conclusão:
      10 %
    • Fase:
      Executar ações de apoio a apresentação de espetáculo MANADA
      Período:
      01/04/2020 a 01/12/2021
      Conclusão:
      100 %
  • Meta:
    Desenvolver o eixo - Um corpo no mundo
    Período:
    18/02/2020 a 18/02/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Fase:
      Execução do grupo experimentações Performáticas – UFSM
      Período:
      06/03/2020 a 17/12/2021
      Conclusão:
      30 %
    • Fase:
      Realizar apoio as ações em grupo do experimentações; Fomentar a escrita criativa e a elaboração do livro de 10 anos do TOCCA.
      Período:
      18/02/2020 a 18/02/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Executar ações de mediação,construir ações educativas e metodologias para a acessibilidade cultural no Museu de Arte de Santa Maria em parceria com a equipe da instituição e com representantes dos sujeitos com deficiência da cidade.
      Período:
      18/02/2020 a 18/02/2022
      Conclusão:
      0 %
    • Fase:
      Produzir conjuntamente com a Casa Duncan – Projeto Sonhar: ações em acessibilidade cultural, por meio da fruição e produção em danças gaúchas em escolas da rede municipal da cidade de Santa Maria.
      Período:
      05/03/2020 a 02/12/2021
      Conclusão:
      100 %
    • Fase:
      Executar o grupo de estudos em Técnica Alexander
      Período:
      04/03/2020 a 08/12/2021
      Conclusão:
      100 %
    • Fase:
      Elaboração do livro de 10 anos do programa TOCCA
      Período:
      06/03/2020 a 11/12/2020
      Conclusão:
      0 %