Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
Programa de Formação de Recursos Humanos em Processamento de Petróleo e Biocombustíveis
Número do projeto
052461
Número do processo
23081.047655/2019-11
Classificação principal
Ensino
Data inicial
01/01/2020
Data final
31/12/2024
Resumo
Este projeto consiste na implementação de um Programa de Formação de Recursos Humanos da ANP para o setor de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (PRH-ANP), coordenado pela ANP e com a FINEP como gestora técnica e financeira. A UFSM foi uma das instituições de ensino superior selecionadas por meio de Edital PRH-ANP 01/2018. Por meio deste projeto, serão feitos repasses financeiros, na forma de bolsas e taxas de bancadas, à UFSM para a formação de graduados, mestres, doutores e pós-doutores com ênfase no setor de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, pelo período de 5 anos. Participam deste projeto os cursos de graduação em Engenharia Química e superior em Tecnologia de Processos Químicos e os cursos de Mestrado e Doutorado em Engenharia Química. Os bolsistas selecionados deverão cursar algumas disciplinas especificas e desenvolver seus trabalhos de pesquisa (trabalho de conclusão de curso, dissertação, tese, relatório de pós-doutoramento) nesta área.
Objetivos
Formar profissionais de nível superior, com ênfase em Processamento de Petróleo e Biocombustíveis, detentores de conhecimento e habilidades específicos dos processos de produção destes combustíveis, capazes de identificar problemas relevantes inerentes aos processos de produção, avaliar diferentes posições frente a esses problemas, conduzir sua postura de modo consciente e atuar junto à sociedade, desempenhando satisfatoriamente suas atividades técnicas com competência e consciência de cidadania.
Justificativa
Entende-se que para o desenvolvimento de uma nação em âmbito de autonomia tecnológica é de suma importância a formação de pessoas detentoras de conhecimentos compatíveis com as demandas locais do mercado de trabalho. Nesse contexto, as universidades públicas brasileiras têm a responsabilidade de formar esses profissionais qualificados para atuarem como sujeitos no desenvolvimento tecnológico da indústria nacional. Dessa forma, busca-se com a presente proposta engrandecer a formação de profissionais para atuarem no setor de petróleo, gás e biocombustíveis, devido à expansão das atividades deste ramo no país e da importância de buscar novas estratégicas tecnológicas. A formação de profissionais especializados na área de petróleo e biocombustíveis com vistas a desenvolver, otimizar e adequar os processos químicos industriais, bem como os métodos analíticos envolvidos no controle de qualidade de matérias-primas e produtos acabados é importantíssimo para possibilitar o avanço da indústria deste setor na busca da qualidade, sustentabilidade e novas tecnologias. Além disso, a formação desses profissionais para projetar e otimizar plantas industriais, planejar, gerenciar e realizar ensaios e análises laboratoriais, registrar e interpretar resultados, emitir pareceres, selecionar os métodos, os processos e as técnicas mais adequadas à condução das atividades será imprescindível para responder aos novos desafios tecnológicos e regulatórios da indústria. Tais desafios demandam uso intensivo da ciência e tecnologia e exigem profissionais altamente qualificados e preparados para responder tais adversidades da indústria. Também, cabe considerar que a qualificação profissional vem se alterando, com a presença cada vez maior de componentes associados às capacidades de coordenar informações, interagir com pessoas e interpretar de maneira dinâmica a realidade. Os profissionais devem ter capacidade de propor soluções que sejam não apenas tecnicamente corretas, mas devem ter a habilidade de considerar os problemas em sua totalidade, em sua inserção numa cadeia de causas e efeitos de múltiplas dimensões. Além disso, destaca-se a descoberta do petróleo na camada do pré-sal pela Petrobras e a expansão da indústria petrolífera, o que vem estimulando e promete movimentar ainda mais o cenário econômico e científico do país. Dessa forma, tem-se a necessidade de profissionais qualificados que desenvolvam e viabilizem o emprego de novas tecnologias de prospecção e metodologias para a caracterização. Considera-se, também, na presente proposta, a necessidade de desenvolvimento de tecnologias e metodologias para a utilização na cadeia produtiva de petróleos extrapesados. Os petróleos extrapesados caracterizam-se pela elevada viscosidade e alto conteúdo de sal que dificultam o processamento desse recurso fóssil por meio dos processos convencionais. Acrescenta-se a essa proposta, a demanda por novos processos tecnológicos para a remoção de compostos sulfurados e nitrogenados dos derivados do petróleo, visto que isso é uma exigência dos principais órgãos ambientais do mundo e, essa tarefa ainda é um desafio, devido à dificuldade de remover esses compostos dos derivados sem que ocorra a degradação dos mesmos. Para além desta realidade, existe a demanda de mão de obra qualificada para suprir as necessidades do setor de petróleo e biocombustíveis. Outra temática importante relacionada a formação de recursos humanos para atuarem no setor energético brasileiro, é a formação de profissionais detentores de conhecimento na área de novos combustíveis, principalmente, os chamados combustíveis “limpos” ou renováveis, tais como o biodiesel e o álcool. Neste contexto, existem melhorias a serem feitas na cadeia produtiva de biodiesel e de álcool, como por exemplo, a utilização de matérias-primas alternativas que não venham a competir com o setor de alimentos, o desenvolvimento de novas tecnologias e catalisadores para aumentar a eficiência de produção, o controle de qualidade da matéria-prima e produtos obtidos durante o processo, bem como o desenvolvimento de processos de purificação de subprodutos com objetivo de agregar valor. A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), através dos cursos de graduação e pós-graduação em Engenharia Química e Tecnologia de Processos Químicos, vem confirmando esta demanda por profissionais para o setor de petróleo e biocombustíveis. Tal demanda tem sido verificada em função da solicitação de estagiários das empresas, formandos dos cursos de graduação, e também pela busca de especialização na área (cursos de mestrado e doutorado em Engenharia Química da UFSM), por profissionais já formados e atuantes neste setor. Entre as empresas podem ser citadas as usinas de biocombustíveis BSBios, Granol S.A., Raizen, indústrias petroquímicas como a Petrobrás (REFAP, CENPES, entre outras refinarias), Braskem e outras empresas que prestam serviços para a indústria petroquímica como SBM Offshore e Modec. A procura por estagiários de final de curso de graduação resultou em convênios consolidados com empresas do setor. Como resultado dos estágios realizados, vários alunos formados acabam se inserindo nestas empresas e muitos deles, tem retornado a UFSM para se especializar nesta área por meio de cursos de mestrado e doutorado. Entre os egressos, atualmente se encontram profissionais atuando em todas as etapas da cadeia produtiva, desde a exploração até a 4a geração da indústria petroquímica. Tais fatos caracterizam esta demanda a ser atendida e o papel da UFSM como formadora de recursos humanos e atuante na extensão tecnológica e transferência de tecnologia. Nos contextos elencados, o grupo proponente possui experiência acumulada desde 2001 no desenvolvimento de novos processos e metodologias para a indústria de petróleo e biocombustíveis. O grupo possui diversas pesquisas publicadas e em andamento envolvendo o desenvolvimento e otimização de novos processos e catalisadores, a utilização de biotecnologia e energias alternativas como micro-ondas e ultrassom na intensificação de processos industriais, bem como estudos para obtenção de (bio)combustíveis a partir de matérias-primas de baixo custo lignocelulósicas e oleaginosas. O PRH da UFSM terá como base a demanda de profissionais observada no mercado do setor de petróleo e biocombustíveis. Será fundamentado em um sólida formação e complementação em modelagem, otimização e controle de processos, com vistas à crescente tendência da indústria 4.0, assim como em projeto de processos, metodologias inovadoras de controle de qualidade e no uso de biotecnologia como ferramenta de solução para os problemas do setor. Serão oferecidas disciplinas relativos aos temas acima citados em todos os níveis (graduação, mestrado e doutorado) visando uma formação mais específica destes profissionais.
Resultados esperados
Formação de 36 graduados em Engenharia Química ou Tecnologia de Processos Químicos, 15 mestres em Engenharia Química, 5 doutores em Engenharia Química com ênfase em Processamento de Petróleo e Biocombustíveis. Realização de 5 estágios de pós-doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, com ênfase em Processamento de Petróleo e Biocombustíveis. Vinda de 2 pesquisadores visitantes para desenvolver atividades de ensino e pesquisa com foco no setor de Processamento de Petróleo e Biocombustíveis.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
engenharia de processos
Palavra-chave 2
controle de qualidade
Palavra-chave 3
[Não informado]
Palavra-chave 4
[Não informado]
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Em andamento
Avaliação
Não avaliado
Última avaliação
[Não informado]
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Sim
Propriedade Intelectual
Patente de Invenção
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
FATEC - Fundação de apoio a tecnologia e a ciência
Classificações
Tipo
Classificação
Linha de pesquisa
99.00.00 LINHA DE PESQUISA INEXISTENTE

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Educação inovadora e transformadora com excelência acadêmica
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    1 - Implementação de 8 bolsas de graduação, 3 bolsas de mestrado, 1 bolsa de doutorado, 1 bolsa de pós-doutorado e 1 bolsa de pesquisador visitante.
    Período:
    01/01/2020 a 31/12/2020
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
  • Meta:
    2 - Implementação de 8 bolsas de graduação, 3 bolsas de mestrado, 1 bolsa de doutorado e 1 bolsa de pós-doutorado
    Período:
    01/01/2021 a 31/12/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
  • Meta:
    3 - Implementação de 8 bolsas de graduação, 3 bolsas de mestrado, 1 bolsa de doutorado e 1 bolsa de pós-doutorado
    Período:
    01/01/2022 a 31/12/2022
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
  • Meta:
    4 - Implementação de 8 bolsas de graduação, 3 bolsas de mestrado e 1 bolsa de doutorado.
    Período:
    01/01/2023 a 31/12/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
  • Meta:
    5 - Implementação de 8 bolsas de graduação, 3 bolsas de mestrado e 1 bolsa de doutorado.
    Período:
    01/01/2024 a 31/12/2024
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %