Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
Grupo de Estudos de Ásia-Pacífico
Número do projeto
052303
Número do processo
23081.037390/2019-34
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
05/08/2019
Data final
05/08/2023
Resumo
Este projeto caracteriza-se pela formação de um núcleo temático de pesquisa e extensão voltado para a compreensão das raízes, características e desdobramentos da ascensão da China para países em desenvolvimento, adotando o método histórico-comparativo para examinar casos do Sudeste (SE) Asiático e propor analogias para relacioná-los aos dilemas da relação entre Brasil e China. Parte-se da premissa de que a inserção da China nos países do chamado Sul Global se dá por três grandes vetores de projeção, cada um com atores e dinâmica próprios: o estratégico, o simbólico-institucional e o de economia política. A intersecção entre eles consiste em três das principais linhas de pesquisa sobre o assunto: a ascensão pacífica (ou não) da China (peaceful rise); o uso de meios econômicos para garantir interesses estratégicos (economic statecraft); e o slogan do jogo de soma positiva (win-win game). Enquanto a interação do Brasil com a China está concentrada no âmbito econômico (comércio e investimentos), o SE Asiático tornou-se um dos pontos focais da projeção multifacetada chinesa, onde as dinâmicas econômica, securitária e simbólico-institucional são sobrepostas, culminando na chamada Nova Rota da Seda, ou Belt and Road Initiative. Diante disso, nosso argumento é que o estudo da interação de Filipinas, Indonésia, Vietnã ou Singapura com a China pode, por exemplo, lançar luz aos desafios que dizem respeito ao Brasil em sua interação com atores chineses, especialmente com agentes empresariais e governamentais.
Objetivos
O objetivo central do projeto é contribuir para a formação de uma comunidade epistêmica brasileira que reflita e produza conhecimento acerca da ascensão chinesa e seus impactos em países em desenvolvimento, tendo o SE Asiático como estudo de caso. Movimentos neste sentido já têm sido articulados em diversos departamentos de Economia, Ciência Política e Relações Internacionais em algumas das principais universidades do Brasil, como UNICAMP, UFRJ, UNESP, UFRGS, entre outras. Diante disso, argumenta-se que a UFSM pode tornar-se também uma referência nos estudos da área, especialmente por sua localização estratégica no coração do Rio Grande do Sul e por conta dos recentes investimentos de empresas chinesas no setor elétrico do estado. Aos poucos, os diversos níveis de Estado como o Ministério das Relações Exteriores, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e as Forças Armadas têm se mobilizado para pensar o lugar do Brasil numa ordem mundial menos ocidental e mais asiática. Processo semelhante tem ocorrido com associações empresariais e de classe. Diante disso, as metas específicas deste projeto consistem em integrar atividades de ensino, pesquisa e extensão com oferta de disciplina, produção acadêmica e um diálogo maior com entidades governamentais e empresariais.
Justificativa
A iniciativa justifica-se: i) pela relevância da ascensão chinesa em um contexto global de transição de poder e riqueza para a Ásia; ii) pelo esforço de buscar correlações com países de uma região que tem desafios comuns com o Brasil; e iii) pela necessidade de formação de uma comunidade epistêmica no país voltada para produzir conhecimento e pensar maneiras de lidar com os desafios e oportunidades representados pelo gigante asiático. Por fim, há também um grau de pioneirismo em estudar a Ásia para além da China, incluindo o SE Asiático, visto que não há no Brasil um departamento de RI especializado na região.
Resultados esperados
Os resultados e impactos esperados podem ser resumidos nos seguintes tópicos: - Formação de estudantes com capacidade crítica e analítica para avaliar as dinâmicas de poder e riqueza da ascensão da China e seus impactos em países em desenvolvimento, em especial no SE Asiático e na América Latina; - Atingir um bom nível, em termos quantitativos e principalmente qualitativos, de produção científica na graduação e na pós-graduação por meio da publicação de artigos em periódicos bem avaliados pelo Qualis da CAPES. - Inserção do Departamento de RI da UFSM nos principais eixos de debate do Brasil relativos a China e Ásia. - Circulação e intercâmbio de conhecimento entre pesquisadores brasileiros e asiáticos, culminando em produções e projetos conjuntos.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Ásia Pacífico
Palavra-chave 2
Ascensão chinesa
Palavra-chave 3
Sudeste Asiático
Palavra-chave 4
[Não informado]
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Em andamento
Avaliação
Não avaliado
Última avaliação
17/08/2020
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
7.09.05.04-5 RELAÇÕES INTERNACIONAIS, BILATERAIS E MULTILATERAIS
Linha de pesquisa
99.00.00 LINHA DE PESQUISA INEXISTENTE
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.09 Projeto de Pesquisa, Ensino e Extensão

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Educação inovadora e transformadora com excelência acadêmica
PDI 2016-2026 - Desafios
Internacionalização
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    1 - Contribuir para a formação de uma comunidade epistêmica brasileira que reflita e produza conhecimento acerca da ascensão chinesa e seus impactos em países em desenvolvimento.
    Período:
    05/08/2019 a 05/08/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    20 %
    • Indicador:
      1 - Produção e submissão de artigos em periódicos
      Valor:
      5 Artigos científicos
      Conclusão:
      1 Artigos científicos
    • Indicador:
      1 - Produção de análises de conjuntura
      Valor:
      5 análises de conjuntura
      Conclusão:
      1 análises de conjuntura
    • Indicador:
      Alunos participantes do Grupo
      Valor:
      20 Alunos
      Conclusão:
      10 Alunos
  • Meta:
    2 - Realização de eventos e ciclos de debates
    Período:
    13/04/2020 a 26/06/2020
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %
    • Indicador:
      Eventos
      Valor:
      2
      Conclusão:
      0