Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
A Música para oboé de Ernst Widmer: processos de edição crítica, contextualização e performance.
Número do projeto
051095
Número do processo
23081.010209/2019-42
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
22/02/2019
Data final
31/12/2023
Resumo
Este projeto se propõe a investigar o conjunto de oito obras para oboé do compositor suíço-brasileiro Ernst Widmer (1927-90). Os objetivos são: a edição crítica, contextualização histórica e estética, interpretação e registro das obras em CD. O projeto será dividido em etapas, sendo a primeira delas a edição crítica.
Objetivos
Os objetivos do projeto são a edição crítica (GRIER, 2008), contextualização histórica e estética (PERPÉTUO, 2018; TARUSKIN, 2005; LIMA, 1999; NOGUEIRA, 2007; BRÜSCHWEILER, 2008) e interpretação da música para oboé de Ernst Widmer (RINK, 2005). Pretende-se entender em profundidade, como a música para oboé se posiciona dentro da Oeuvre de Widmer bem como de que maneira suas composições para oboé dialogam com outras músicas do repertório do instrumento, particularmente com obras do século XX, tanto no Brasil quanto no exterior.
Justificativa
Este projeto se propõe a investigar o conjunto de oito obras para oboé do compositor suíço-brasileiro Ernst Widmer (1927-90). Os objetivos são: a edição crítica, contextualização histórica e estética, interpretação e registro das obras em CD. O projeto será dividido em etapas, sendo a primeira delas a edição crítica. Ernst Widmer se formou no Conservatório de Zurique em piano, composição e educação musical. Chegou ao Brasil em 1956 para lecionar na Universidade Federal da Bahia. Apesar de haver contribuído de forma decisiva para o desenvolvimento do cenário musical brasileiro, seja como compositor, pedagogo, professor universitário, gestor, pesquisador, criador e mentor do Grupo de Compositores da Bahia, recebedor de prêmios no Brasil e Suíça, apenas uma parte ínfima de sua obra foi publicada. Após sua aposentadoria, em 1987, retomou os laços com a Suíça. Em 1988 foi criada a Fundação Ernst Widmer dedicada a promoção de sua obra. Widmer compôs um total de oito peças para oboé (LIMA, 1999; NOGUEIRA, 2007; BRÜSCHWEILER, 2008). Essas obras formam um substantivo conjunto, um dos mais relevantes da música brasileira do século XX para oboé, entretanto, permanece pouco explorado. Apenas uma dessas obras, a Partita para oboé solo, Opus 19, foi gravada (RODRIGUES; SENISE, 1987). Uma questão recorrente na música brasileira do século XX é a dificuldade de acesso às obras, em geral preservadas em acervos não organizados, espalhadas em diversos locais, ou com edições esgotadas há muito. Este fenômeno muitas vezes obriga o artista-professor (THORNTON, 2012; MOTA, 2017) a assumir a identidade de musicólogo e realizar investigação que localize os manuscritos ou edições das partituras e, em muitos casos, as edite para enfim poder interpretá-las. O caso da música de Ernst Widmer não é diferente. Após tomar conhecimento desse conjunto de obras procedeu-se uma busca que levou a localização dos manuscritos, que estão depositados na biblioteca municipal de Aarau, cidade natal de Ernst Widmer. Através de contato direto com essa instituição se teve acesso a cópias digitais das obras, a saber: 1) Quinteto para oboé e quarteto de cordas, WoO 17 (1951); 2) Hommage para oboé, cordas e tímpanos ad libitum, Opus 18 (1959); 3) Hommage, versão para oboé e piano, Opus 18a (1959); 4) Hommage à Igor Strawinsky, versão para oboé e orquestra de câmara, Opus 18b (1962); 5) Partita Opus 19 para oboé solo; 6) La belle se siet, Opus 25 (1962) – versão para oboé solo (original para flauta); 7) 69 Peças crônicas e anacrônicas para todos os instrumentos da orquestra sinfônica (1971): Andante, Adagio e Allegro para oboé, WoO 58, Nº.7-9; 8) 69 Peças crônicas e anacrônicas para todos os instrumentos da orquestra sinfônica (1971): Duas elegias e um Intermezzo para corne inglês, WoO 58, Nº.10-12. Observe-se que a Hommage possuí três versões. O corne inglês faz parte da família do oboé, portanto, a última obra foi incluída no projeto. Essas obras estão divididas entre aquelas que possuem número de Opus e as que foram catalogadas como WoO: Werke ohne Opuszahl, ou seja, Obras sem número de Opus (BRÜSCHWEILER, 2008). A tradição do século XIX da maior relevância às obras “com” número de Opus, que ganham status de obras “reconhecidas” e como que assinadas pelo autor. Entretanto, as obras catalogadas como “WoO” possuem grande interesse, tanto do ponto de vista histórico quanto estético, razão pela qual também foram incluídas no projeto. Nenhuma delas foi jamais publicada.
Resultados esperados
O projeto poderá levar a publicação de um livro com todas as peças reunidas. Publicação de artigos em revista especializadas do Webqualis. O estudo dessas obras contribuirá para a compreensão da música do século XX para oboé. As obras deverão ser gravadas contribuindo para a difusão da música de Widmer no Brasil e exterior. O fato de que o acervo do compositor está na Suíça poderá levar a convênio internacional entre a UFSM e organismos culturais e de ensino daquele país.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Ernst Widmer
Palavra-chave 2
Oboe
Palavra-chave 3
Música do século XX
Palavra-chave 4
Edição crítica
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Em andamento
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
08/03/2021
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
8.03.03.00-5 MÚSICA
Linha de pesquisa
84.01.00 PRÁTICAS INTERPRETATIVAS
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.09 Projeto de Pesquisa, Ensino e Extensão

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Internacionalização
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    1 - Edição de Hommage Opus 18
    Período:
    01/05/2019 a 31/08/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
  • Meta:
    2 - Edição de Hommage Opus 18a
    Período:
    01/09/2019 a 30/09/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
  • Meta:
    3 - Edição de Hommage Opus 18b
    Período:
    01/09/2019 a 31/12/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
  • Meta:
    4 - Edição do Quinteto WoO 17
    Período:
    01/10/2019 a 31/12/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    70 %
  • Meta:
    5 - Edição da Partita Opus 19
    Período:
    01/10/2019 a 31/12/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    70 %
  • Meta:
    6 - Edição da La belle se siet, Opus 25
    Período:
    01/05/2019 a 18/05/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
  • Meta:
    7 - Edição de “69 Peças crônicas e anacrônicas para todos os instrumentos da orquestra sinfônica (1971): Andante, Adagio e Allegro para oboé, WoO 58, Nº.7-9”
    Período:
    01/06/2019 a 31/12/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    90 %
  • Meta:
    8 - Edição de “69 Peças crônicas e anacrônicas para todos os instrumentos da orquestra sinfônica (1971): Duas elegias e um Intermezzo para corne inglês, WoO 58, Nº.10-12”
    Período:
    16/06/2019 a 31/12/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    90 %
  • Meta:
    9 - Preparação da interpretação das obras
    Período:
    22/02/2019 a 31/12/2023
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    30 %