Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
As Funções Executivas Superiores em crianças com alteração de Linguagem Oral submetidas a Terapia Assistida por Animais
Número do projeto
050857
Número do processo
23081.002865/2019-71
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
01/01/2019
Data final
31/07/2020
Resumo
Este trabalho pretende investigar as possíveis contribuições da Terapia Assistida por Animais (TAA) mediada pelo cão (cinoterapia) no desenvolvimento das Funções Executivas Superiores (FES). A partir de um levantamento prévio serão incluídas crianças com alterações de linguagem oral, com faixa de idade entre 4 anos e 5 anos e 11 meses, que estejam em tratamento no Serviço de Atendimento Fonoaudiológico, desde que estejam de acordo com o TCLE e demais termos de aceitação e participação no estudo. A coleta de dados será realizada em dois grupos de comparação e terá como ponto principal a realização da Terapia Assistida por animais (TAA) em um dos grupos. Ambos os grupos passarão por avaliação pré e pós terapia com os seguintes instrumentos: Teste de Atenção por Cancelamento, Teste de Trilhas para pré-escolares; Teste de Repetição de Palavras e Pseudopalavras e Teste Infantil de Nomeação. Os grupos receberão terapia envolvendo estimulação de habilidades pré-escolares/pré-alfabetização. Ambos os grupos passarão pelas mesmas atividades e as mesmas ferramentas de avaliação referentes às FES com a diferença que um grupo será submetido a TAA. Após a coleta os dados passarão por análise quantitativa de quais aspectos das FES foram mais beneficiados ou não pela presença do cão.
Objetivos
Objetivo Geral: investigar as possíveis contribuições da Terapia Assistida por Animais, mediada pelo cão, nas Funções Executivas Superiores em crianças em idade pré-escolar com alteração na linguagem oral. Objetivos Específicos • Mensurar o desempenho de um grupo de crianças com alteração de linguagem oral em testes das funções executivas superiores antes e após terapia de estimulação de habilidades pré-escolares exclusiva; • Mensurar o desempenho de crianças com alteração de linguagem oral em testes das FES antes e pós terapia de estimulação de habilidades pré-escolares associada a TAA mediada pelo cão; • Comparar o desempenho das FES após a estimulação das habilidades pré-escolares em dois grupos de crianças com alteração da linguagem oral, associada ou não à TAA mediada pelo cão; • Comparar as possíveis evoluções do desempenho por habilidades de FES, por patologia de linguagem, sexo e idade; • Verificar quais outras habilidades inclusas nas FES terão ou não benefícios com a TAA, mediada pelo cão;
Justificativa
A TAA, mediada pelos cães, como já referido, é utilizada no tratamento de inúmeras doenças, tanto psicológicas quanto físicas, incluindo as questões de linguagem oral e escrita. As crianças com alteração de linguagem oral e desvio fonológico, sujeitos desta pesquisa, tendem a apresentar problemas de aprendizagem. Além disso, conforme relatado na literatura também podem apresentar alteração em algum componente das FES. A TAA mediada por cães se faz presente nesta pesquisa a fim de auxiliar as habilidades linguísticas orais, bem como beneficiar o estímulo das FES, porém não diretamente, mas sim, ao estimular habilidades pré-escolares na presença do cão. Consequentemente, espera-se estar contribuindo para o desenvolvimento das FES, amenizando os problemas de linguagem oral e evitando possíveis dificuldades na apreensão do código escrito. A TAA é uma técnica utilizada por vários profissionais, vislumbrando maior interação humano-animal, promovendo vários benefícios, dentre os quais, a superação do déficit linguístico. O trabalho de dissertação de Fidler (2016) é um exemplo, no qual a autora levanta seis categorias por meio de respostas a questionários destinados a pais e professores sobre a EMA (educação mediada por animais) e seus efeitos em alunos com necessidades especiais. Dentre ela está a linguagem, como uma das faculdades mentais beneficiadas pelo processo da TAA mediada por cães. Froés (2014) também faz uso da TAA mediada por cães em sua pesquisa e confirma o aumento do desempenho linguístico e de outras habilidades expostas a terapia em pré-adolescentes (faixa etária de 09 a 12 anos) cursando o ensino fundamental. As FES são de extrema importância no período de desenvolvimento oral e o desenvolvimento de ambas são fundamentais para a posterior aprendizagem da língua escrita. Assim, no período pré-escolar é necessário que o indivíduo já tenha adquirido sua oralidade e tenhas as FES em desenvolvimento, de acordo com o esperado para a idade. As FES podem ser estimuladas e ensinadas por meio de pequenas ações e manutenções de informações, capazes de estimular sua evolução, contribuindo futuramente no desempenho das atividades escolares, acadêmicas, profissional e da vida adulta.
Resultados esperados
Melhor desempenho das crianças submetidas a TAA nos testes que avaliam as FES.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
TerapiaAssistidap/Animais
Palavra-chave 2
Crianças
Palavra-chave 3
Linguagem Oral
Palavra-chave 4
Transtorno fonológico
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Concluído/Publicado
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
08/09/2020
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
4.00.00.00-1 CIÊNCIAS DA SAÚDE
Grupo do CNPq
084 CENTRO DE ESTUDOS DE LINGUAGEM E FALA (CELF) - FONOLOGIA CLÍNICA
Linha de pesquisa
02.00.00 SAUDE
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.03 Projeto de Dissertação

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Desenvolvimento local, regional e nacional
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    Análise dos dados pré e pós terapia
    Período:
    31/08/2019 a 30/11/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Indicador:
      Testes que avaliam as funções executivas superiores
      Valor:
      4 desempenho por pontuação
      Conclusão:
      4 desempenho por pontuação
    • Fase:
      Fase 3
      Período:
      31/08/2019 a 30/11/2019
      Conclusão:
      100 %
  • Meta:
    Avaliação da FES
    Período:
    31/03/2019 a 31/08/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Indicador:
      Testes que avaliam as funções executivas superiores
      Valor:
      4 pontuação nos testes
      Conclusão:
      4 pontuação nos testes
    • Fase:
      Fase 1
      Período:
      31/03/2019 a 31/08/2019
      Conclusão:
      100 %
  • Meta:
    Realização dos procedimentos terapêuticos
    Período:
    31/03/2019 a 31/08/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Indicador:
      realização de estratégias terapêuticas voltadas para habilidades pré escolarização
      Valor:
      8 desempenho em terapia
      Conclusão:
      6 desempenho em terapia
    • Fase:
      Fase 2
      Período:
      31/03/2019 a 31/08/2019
      Conclusão:
      100 %
  • Meta:
    Redação e defesa da dissertação
    Período:
    31/10/2019 a 31/07/2020
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Indicador:
      elaboração de artigos para publicação
      Valor:
      1 1
      Conclusão:
      1 1
    • Fase:
      Fase 4
      Período:
      31/10/2019 a 31/07/2020
      Conclusão:
      100 %