Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
PROPOSTA DE UM PLANO DE AÇÕES PARA GESTÃO DA INCLUSÃO E PERMANÊNCIA DE SERVIDORES COM DEFICIÊNCIA NA UFSM
Número do projeto
050524
Número do processo
23081.060097/2018-90
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
03/04/2018
Data final
31/12/2019
Resumo
A acessibilidade é um direito do cidadão assegurado por lei para que as pessoas com deficiência (PcDs) tenham a possibilidade de usufruir de recursos e ações no âmbito social . Nesse sentido, estas pessoas necessitam de medidas que assegurem a acessibilidade aos bens e serviços ofertados à sociedade plural como forma de garantir sua autonomia e cidadania. Quando se trata do trabalhador com deficiência, além das atenções básicas que as organizações desenvolvem para satisfazer as necessidades de seus colaboradores, devem ser adaptadas medidas que possibilitem a permanência e o pleno desenvolvimento laboral do trabalhador. Atualmente, há leis que garantem vagas aos trabalhadores com deficiência no mercado de trabalho, tanto no setor privado quanto no serviço público, e através de políticas de gestão da diversidade, busca-se que a inclusão não esteja condicionada apenas ao cumprimento dessas leis. No entanto, percebe-se um distânciamento do que é afirmado no discurso da inclusão com o que realmente acontece dentro das organizações. Este projeto surge com o objetivo de elaborar um plano de ações para gestão da inclusão e permanência de servidores com deficiência na Universidade Federal de Santa Maria, afim de possibilitar à Instituição uma gestão da diversidade mais eficiente, permitindo a máxima inclusão das pessoas com deficiência em seus setores de trabalho.
Objetivos
1.2 OBJETIVO GERAL - Propor um plano de ações para a gestão da inclusão e permanência de servidores com deficiência na Universidade Federal de Santa Maria. 1.3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS - Identificar as ações de acessibilidade voltadas a inclusão dos servidores com deficiência na UFSM; - Verificar a satisfação e atitude dos servidores com deficiência da UFSM relacionadas a acessibilidade da Instituição; - Verificar a percepção dos gestores acerca dos servidores com deficiência da UFSM, em relação as concepções de deficiência e adequações das condições de trabalho para o servidor com deficiência na Instituição.
Justificativa
Perceber a inclusão do trabalhador com deficiência no mercado de trabalho tem considerável importância e tem sido objeto de estudo para diversos autores no meio acadêmico, principalmente tratando da obrigatoriedade da contratação de pessoas com deficiência por empresas com mais de 100 funcionários, estabelecida pela Lei 8213/91 (BRASIL, 1991). Parte destas pesquisas buscam compreender como se dá o processo seletivo para estas pessoas (LORENZO E SILVA, 2017; MACALI et al., 2015; FERNANDES, MOURA e RIBEIRO, 2011), outras trazem sobre os desafios enfrentados na rotina laboral, tanto para as PcDs (LIMA et al., 2013; TOLDRÁ, 2009) quanto para as empresas (FREITAS et al., 2017; BRUNSTEIN e SERRANO, 2008), demonstrando a relevância e contemporaneidade do tema. No entanto, no que se refere a servidores com deficiência, são incipientes os estudos encontrados que tratam sobre os trabalhadores de instituições públicas (HOFFMANN, TRAVERSO e ZANINI, 2014), mesmo com a previsão que até 20% dos cargos públicos em concursos sejam destinados a pessoas com deficiência (BRASIL, 1990). Marques, Moreira e Lima (2017) pesquisaram as percepções das pessoas com deficiência que trabalham numa universidade pública federal sobre suas experiências de inclusão nos seus grupos de trabalho. Os autores apontam que a inclusão das pessoas com deficiência no setor público ainda apresenta barreiras de ordem burocrática e centralização de decisões, enfatizando a necessidade de pesquisas na área da inclusão e diversidade. Hoffmann, Travesso e Zanini (2014), caracterizaram o serviço público federal de Santa Maria como ambiente de trabalho favorável para as pessoas com deficiência e afirmam que a produção acadêmica sobre este assunto é extremamente importante pois pode refletir a eficiência e eficácia das ações relacionadas ao tema. Leão e Silva (2012, p. 3) consideram “relevante compreender como ocorrem as relações objetivas e subjetivas de trabalhadores com deficiência no contexto formal de trabalho em que estão inseridos”, demonstrando que é fundamental saber a opinião desses acerca de seu ambiente de trabalho afim de definir as necessidades de adaptação mútua, trabalhador e instituição. Ventosa (2012) sugere que uma das alternativas para auxiliar na inclusão e permanência destes em seus locais de trabalho seria a criação de um guia de integração para pessoas com deficiência, que pudesse servir de referência, principalmente para as pessoas que não estão familiarizadas com esse tipo de diversidade. Para Pereira, Bizelli e Leite (2017), ainda há muito para se fazer afim de que a participação de pessoas com deficiência no mundo do trabalho formal se torne mais concreta. Os autores afirmam que deve se cuidar da permanência para transformar o trabalho desse público em algo produtivo no que tange o serviço público. Por isso, é indispensável que as Instituições Públicas apresentem ações de acessibilidade destinadas aos seus servidores com deficiência permitindo um melhor desempenho das funções atribuídas. Conhecer as ações de acessibilidade que a Universidade Federal de Santa Maria dispões especialmente para os servidores com deficiência, além compreender a opinião dos próprios servidores com deficiência da Instituição, juntamente com a percepção das chefias destes servidores permitirá entender onde há contentamento e quais adequações precisam ser realizadas. Diante do exposto, o presente estudo justifica-se pela importância e relevância do tema, considerando a escassez de ações voltadas especificamente para os servidores, além da intenção de propor um modelo de ações de acessibilidade que proporcionará a inclusão e permanência dos servidores com deficiência, garantindo a plena atividade laboral destes na UFSM e nas demais instituições públicas.
Resultados esperados
Espera-se, com este projeto de pesquisa, poder compreender como se dá a inserção dos servidores com deficiência na Universidade Federal de Santa Maria. Através da aplicação dos questionários para os servidores com deficiência e suas chefias, pretende-se encontrar informações sobre o cotidiano destes trabalhadores, entendendo o que deve ser ratificado e onde podem haver melhorias. Assim, almeja-se propor um plano de ações de inclusão e permanência dos servidores com deficiência na UFSM.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Servidor Público
Palavra-chave 2
Deficiência
Palavra-chave 3
Inclusão
Palavra-chave 4
Acessibilidade
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Concluído/Publicado
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
10/08/2020
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
6.02.02.00-9 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Linha de pesquisa
99.00.00 LINHA DE PESQUISA INEXISTENTE
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.03 Projeto de Dissertação
Objetivos Sustentáveis da ONU
08 Trabalho Decente e Crescimento Econômico

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Modernização e desenvolvimento organizacional
PDI 2016-2026 - Desafios
Inclusão social
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    Identificar as ações de acessibilidade voltadas a inclusão dos servidores com deficiência na UFSM;
    Período:
    08/03/2019 a 31/07/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Indicador:
      pesquisar e entrevistas envolvidos com o assunto (10 a 20 pessoas)
      Valor:
      10
      Conclusão:
      10
  • Meta:
    Verificar a percepção dos gestores acerca dos servidores com deficiência da UFSM, em relação as concepções de deficiência e adequações das condições de trabalho para o servidor com deficiência na Instituição.
    Período:
    31/08/2019 a 31/10/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Indicador:
      entrevistas com os gestores do local onde os servidores estão lotados
      Valor:
      10
      Conclusão:
      10
    • Fase:
      coleta de dados
      Período:
      01/08/2019 a 31/10/2019
      Conclusão:
      100 %
  • Meta:
    Verificar a satisfação e atitude dos servidores com deficiência da UFSM relacionadas a acessibilidade da Instituição;
    Período:
    01/05/2019 a 31/07/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Indicador:
      questionários com os servidores
      Valor:
      45 questionários com servidores
      Conclusão:
      45 questionários com servidores
    • Fase:
      coleta de dados
      Período:
      01/05/2019 a 31/08/2019
      Conclusão:
      100 %
      • Sub-fase:
        coleta de dados
        Período:
        15/03/2019 a 31/08/2019
        Conclusão:
        100 %