Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
Psicologia no Sistema Socioeducativo: conhecendo a formação e atuação profissional
Número do projeto
048509
Número do processo
23081.012267/2018-20
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
05/03/2018
Data final
11/02/2021
Resumo
A presente pesquisa está vinculada ao Programa de Cooperação Acadêmica (PROCAD), que se trata de convênio de cooperação acadêmico-científica do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSM com o Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e com o Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento e Saúde da Universidade de Brasília. O foco de pesquisa do programa é a inserção, formação e atuação de profissionais com formação em psicologia no campo das políticas sociais (Assistência Social, Saúde e Socioeducação). Especificamente este projeto de pesquisa tem como objetivo geral conhecer a formação e como é a atuação de profissionais com formação em psicologia que trabalham no sistema socioeducativo. Participarão desta pesquisa, pelo menos, quatro profissionais com formação em psicologia e que atuam no Sistema Socioeducativo em Santa Maria, junto a adolescentes que cumprem medida socioeducativa de caráter fechado e de semiliberdade. A pesquisa fará uso da entrevista semiestruturada como estratégia para coleta de informações, que será audiogravada e transcrita para posterior análise. O roteiro contempla questões amplas sobre o serviço, questões sobre a formação do profissional entrevistado e também questões mais específicas sobre a atuação do profissional.
Objetivos
OBJETIVOS Objetivo geral Conhecer a formação e como é a atuação de profissionais com formação em psicologia que trabalham no sistema socioeducativo. Objetivos específicos - Descrever a trajetória de formação dos participantes; - Identificar o perfil profissional e os modos de atuação dos participantes no contexto socioeducativo; -Analisar os modos de atuação dos participantes com relação a proteção e promoção dos direitos dos adolescentes em conflito com a lei.
Justificativa
A história recente da relação entre a Psicologia e as políticas públicas tem sido alvo de vários estudos, sejam para discutir criticamente a inserção dos psicólogos em campos como a Saúde Pública e a Assistência Social, por exemplo, sejam para retratar as práticas que vêm sendo desenvolvidas nesses espaços (Arcaro & Mehias, 1990; Botomé, 1979; Coimbra, 2003; Conselho Federal de Psicologia [CFP], 2009a, 2009b, 2009c, 2009d). Os estudos têm em comum a constatação de que foi aberto um espaço amplo de trabalho para os psicólogos nas políticas sociais, mas muito ainda há de ser feito no tocante aos modelos de atuação utilizados pelos profissionais que se aventuram em tal espaço. Essas discussões tomam corpo ao longo da década de 1980, capitaneadas pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) (1988, 1994), que, sob o discurso do compromisso social, convoca a profissão a repensar suas práticas, tidas como anistóricas, descontextualizadas e descomprometidas. Ademais, é importante ressaltar que o trabalho com populações pobres e vulneráveis prioritárias, neste campo, levanta questões acerca da contextualização e do manejo do fenômeno psicológico, pelas singularidades impostas ao processo de desenvolvimento e saúde dessas populações. Esses processos interferem no modo como determinada prática profissional se estabelece e tem relação direta com as condições históricas e sociais. Assim sendo, a formação do psicólogo está na pauta. Sua atuação profissional interpela e é interpelada por esses novos contextos sociais e políticos. Nesse processo dinâmico, a identidade profissional, tradicionalmente tratada como parte da identidade pessoal, precisa ser revisitada teórica e empiricamente (Silva, Pino, & Tavira, 2013). Ou seja, a percepção que cada indivíduo tem sobre os papéis ocupacionais (funções profissionais historicamente produzidas) e o modo como determinada prática profissional se estabelece tem relação direta com o tornar-se profissional. Nesse sentido, o psicólogo que atua como mediador das políticas sociais, no presente projeto, especialmente, as políticas relacionadas à proteção da infância e adolescência e sua intersetorialidade com a políticas de Assistência Social e de Segurança Pública, enfrenta desafios originais que precisam ser investigados, pois se trata de uma (re)configuração do perfil profissional, o que traz desdobramentos tanto para o curso de formação inicial, como para as pesquisas no campo da própria pós-graduação. De todo modo, é possível perceber a construção de proposições teóricas e metodológicas que contribuem para a consolidação e fortalecimento da atuação neste campo, embora ainda não expressivas o suficiente para revelar uma grande tendência de mudança na prática profissional.
Resultados esperados
Espera-se atingir o mínimo de entrevistas indicados no projeto a fim de descrever e analisar de forma exploratória a formação e os modos de atuação de profissionais com formação em psicologia no sistema socioeducativo. Além disso, também espera-se compreender de que forma a promoção e proteção dos direitos dos adolescentes em conflito com a lei vem sendo percebida por esses profissionais nos seus modos de atuação.
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
Socioeducação
Palavra-chave 2
Medida Socioeducativa
Palavra-chave 3
Formação e atuação
Palavra-chave 4
Psicologia
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Concluído/Publicado
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
04/05/2021
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
7.07.00.00-1 PSICOLOGIA
Grupo do CNPq
674 Avaliação e Intervenções no Desenvolvimento Humano
Linha de pesquisa
99.00.00 LINHA DE PESQUISA INEXISTENTE
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.01 Projeto de Pesquisa Pura
Objetivos Sustentáveis da ONU
04 Educação de Qualidade

Plano Gestão
Objetivo Estratégico
PDI 2016-2026 - Desafios
Educação inovadora e transformadora com excelência acadêmica
PDI 2016-2026 - Desafios
Inovação, geração de conhecimento e transferência de tecnologia
PDI 2016-2026 - Desafios
Inclusão social
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    1 - Elaboração da metodologia
    Período:
    05/03/2018 a 31/12/2018
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Fase:
      1 - Revisão Bibliográfica
      Período:
      05/03/2018 a 31/12/2018
      Conclusão:
      100 %
  • Meta:
    2 - Aplicação da Metodologia no Público-Alvo
    Período:
    05/08/2018 a 31/12/2019
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Fase:
      2 - Coleta e análise de dados
      Período:
      06/09/2018 a 31/12/2018
      Conclusão:
      100 %
  • Meta:
    3 - Submissão de material de divulgação científica
    Período:
    11/02/2020 a 11/02/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    100 %
    • Fase:
      3 - Elaboração de resumos e artigos
      Período:
      11/02/2020 a 11/02/2021
      Conclusão:
      100 %