Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
METABÔMICA DE MAÇÃS EM SISTEMAS DE ATMOSFERA CONTROLADA DINÂMICA
Número do projeto
042073
Número do processo
042073
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
04/01/2016
Data final
04/01/2021
Resumo
A produção mundial de maçãs tem uma expectativa de crescimento de 28% para os próximos seis anos, sendo o Brasil considerado um grande produtor da fruta concentrando sua produção nos estados do Sul do país. De toda a produção de maçãs, apenas uma pequena porcentagem é comercializada imediatamente, a maior parte é armazenada em câmaras frigoríficas para abastecer o mercado. Apesar de todo o benefício de prolongar o shelf-life da fruta, estão associadas às tecnologias de armazenamento algumas alterações fisiológicas que podem comprometer a qualidade sensorial da fruta como, suprimir o desenvolvimento dos principais compostos orgânicos voláteis (COVs) contribuintes do aroma. Nesse sentido, a determinação do perfil de COVs de maçãs durante o armazenamento pode ser uma alternativa para a avaliação da qualidade sensorial das frutas, bem como, através de marcadores voláteis, ser possível a identificação precoce de doenças que tornam a fruta inaceitável para consumo. A microextração em fase sólida (SPME) apresenta-se como uma das técnicas de preparo de amostra com extensivas aplicações para a extração e pré-concentração de compostos orgânicos voláteis em alimentos. Outra técnica com princípio distinto, que parece ser viável para a determinação de COVs em matrizes alimentícias, é a microextração líquido-líquido dispersiva (DLLME). Desta forma, o desenvolvimento destes novos métodos poderia favorecer a quantificação de COVs em maçãs em faixas de concentração bastante amplas. Entretanto, estudos que consolidem a validação de métodos para extração e pré-concentração de COVs em maçãs ainda são escassos. Portanto, o objetivo do presente trabalho é desenvolver métodos analíticos com princípios diferentes (SPME e DLLME) para a determinação de compostos orgânicos voláteis por cromatografia em fase gasosa de maçãs, bem como, comprovar a viabilidade das técnicas para uma aplicação prática no controle de qualidade de maçãs in natura frescas e armazenadas em câmaras frigoríficas.
Observação
[Não informado]
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
qualidade de maçãs
Palavra-chave 2
validação de método
Palavra-chave 3
compostos voláteis
Palavra-chave 4
GC/MS
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Em andamento
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
26/11/2020
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
5.07.01.04-5 FISIOLOGIA PÓS-COLHEITA
Grupo do CNPq
607 Análise de Compostos Voláteis e Precursores em Alimentos
Linha de pesquisa
99.00.00 LINHA DE PESQUISA INEXISTENTE
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.05 Projeto de Pesquisa e Ensino
Objetivos Sustentáveis da ONU
02 Fome Zero e Agricultura Sustentável

Nenhum objetivo estratégico indicado
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Cidades de atuação
Cidades
Cidade
UF
Período
Santa Maria
RS
04/01/2016 a 04/01/2021
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    M-1 - Meta principal do projeto
    Período:
    04/01/2016 a 04/01/2021
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    95 %