Visualizar projeto

Dados Básicos
Título
Compostos bioativos e qualidade de alimentos
Número do projeto
035238
Número do processo
035238
Classificação principal
Pesquisa
Data inicial
15/07/2013
Data final
31/12/2016
Resumo
Uma alimentação saudável e balanceada é uma das principais armas na manutenção da saúde e prevenção de doenças crônicas e degenerativas, tais como doenças cardiovasculares, diabetes, câncer entre outras. Inúmeras frutas e outros produtos vegetais apresentam comprovada eficiência na manutenção da saúde e prevenção dessas doenças. Tais alimentos são ricos em compostos que possuem atividade biológica no organismo humano, entre os quais podemos citar os compostos fenólicos, terpenóides, carotenóides, oligossacarídeos, entre outros. Além da atividade biológica, diversos desses compostos possuem importância tecnológica na indústria de alimentos, podendo ser utilizados como antioxidantes, corantes, aromatizantes, entre outras aplicações. Em contrapartida, uma gama de outros co-produtos e resíduos agroindustriais (ex. farelos de cereais e oleaginosas), com excelentes características nutricionais e tecnológicas, tem seu uso restrito devido ao teor muito elevado destes e de outros compostos bioativos (taninos, ácido fítico, saponinas, etc) que uma vez em excesso, podem causar efeitos antinutricionais, limitando a digestão e absorção de nutrientes essenciais (minerais e aminoácidos) que definem a qualidade dos alimentos. Nestes casos, se fazem necessários estudos que contemplem a diminuição ou retirada deste excedente, a fim de viabilizar o aproveitamento destes alimentos alternativos na nutrição e na indústria alimentícia. O objetivo geral da proposta é a caracterização de compostos bioativos pró e antinutricionais (fenólicos, terpenóides, carotenóides, voláteis, oligossacarídeos, taninos, ácido fítico e saponinas), avaliando sua atividade biológica e potencial de uso, a partir do emprego de novas tecnologias de extração e aplicação em formulações alimentícias. A presente proposta trata-se de uma articulação entre o Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia dos Alimentos da UFSM (conceito 4) com dois PPGs Consolidados da UNICAMP, o PPG em Ciência de Alimentos da UNICAMP (conceito 7) e o PPG em Alimentos e Nutrição (conceito 6). Estão envolvidos na proposta 9 docentes e 1 bolsista PRODOC do PPGCTA-UFSM, 4 docentes do PPGCA-UNICAMP e 3 docentes do PPGAN-UNICAMP. Tanto o PPGCTA-UFSM quanto o PPGCA-UNICAMP possuem pesquisadores qualificados atuando na pesquisa de compostos bioativos e qualidade de alimentos. As pesquisas desenvolvidas no PPGCA-UNICAMP são mais voltadas a análise desses compostos (identificação e quantificação), possuindo equipamentos avançados para a respectiva identificação e quantificação dos compostos. Por outro lado, as pesquisas desenvolvidas no PPGCTA-UFSM, ainda que contemplem também a análise desses compostos, são mais voltadas adição dos compostos bioativos em alimentos processados e avaliação dos seus efeitos biológicos. Dessa forma, a interação entre os docentes dos dois Programas será complementar e permitirá a realização de trabalhos mais abrangentes, contribuindo para o avanço dos conhecimentos nessa área. A interação do PPGCTA-UFSM com o PPGCA-UNICAMP iniciou em 2007 com financiamento do Programa de Apoio à Cooperação entre Cursos de Pós-graduação Stricto Sensu Casadinhos-PAPG CAPES - FAPERGS. Esse financiamento permitiu a mobilidade de alunos e docentes. Além disso, a partir de 2008, o doutor Roger Wagner, recém egresso do PPGCA-UNICAMP recebeu bolsa PRODOC junto ao PPGCTA-UFSM, sendo em pouco tempo absorvido como docente do quadro permanente da UFSM e do PPGCTA. Com isso intensificaram-se os projetos em parceria desenvolvidos entre os dois PPGs. Além disso, 4 docentes doutores contratados pelo Departamento de Tecnologia e Ciência dos Alimentos da UFSM a partir de 2009, em vagas do Programa REUNI, são recém egressos do PPGCA-UNICAMP. Esses docentes já estão credenciados no PPGCTA, o que está potencializando as interações entre os dois Programas. Apesar da forte relação entre os dois PPGs, tanto no que diz respeito à temática das pesquisas quanto à relação prévia entre os pesquisadores, desde 2009, com o final do projeto Casadinhos-CAPES-FAPERGS, a interação mais efetiva entre esses dois PPGs tem sido limitada pela falta de recursos para a mobilidade de docentes e alunos. Dessa forma, a aprovação da presente proposta é imprescindível para viabilizar a interação entre os dois PPGs. O PPGCTA-UFSM é um Programa não-consolidado, conceito 4, com nível de doutorado recém criado (2009), e que está fase de expansão do seu corpo docente. Assim, a interação com Programa conceito 7 (PPGCA-UNICAMP) é particularmente importante para qualificar o PPGCTA-UFSM frente aos indicadores de qualidade da CAPES, especialmente visando o crescimento das suas publicações Qualis B1 ou superior. Por outro lado, o estabelecimento de uma interação com o grupo do PPG em Alimentos e Nutrição (PPGAN) da UNICAMP (conceito 6) também será de grande importância na temática desta proposta, visto que, o grupo coordenado pelo professor Dr. Carlos R. F. Grosso é pioneiro nos trabalhos com microencapsulação no Brasil, com mais de 40 artigos publicados na área nos últimos anos. Esta tecnologia tem sido proposta para aumentar a estabilidade de compostos bioativos adicionados a alimentos, possibilitando a obtenção de alimentos funcionais (Champagne e Fustier, 2007). Outros docentes integrantes da equipe do PPGAN-UNICAMP também terão papel preponderante no projeto com a sua experiência nas áreas de avaliação dos efeitos biológicos de compostos bioativos e análise sensorial de alimentos, que permitirá o desenvolvimento de alimentos funcionais, que mantenham características sensoriais aceitáveis. Com isso, a possibilidade de interação entre os grupos permitirá um grande avanço de conhecimento e aprimoramento através do intercâmbio de alunos de pós-graduação, assim como a realização de cursos e parcerias no projeto de pesquisa. O projeto prevê a formação de uma rede de cooperação científica-acadêmica entre os três PPGs, através da realização de missões de estudo de alunos de mestrado e doutorado do PPGCTA-UFSM para os PPGs consolidados, missões de estudo de alunos de doutorado do PPGCA-UNICAMP para o PPGCTA-UFSM, missões de docência e pesquisa dos docentes do PPGCTA-UFSM para os PPGs consolidados e dos PPGs consolidados para o PPGCTA, capacitação de um docente do PPGCTA-UFSM através da realização de estágio pós-doutoral junto ao PPGCA-UNICAMP, realização de workshops no início e no final do projeto. O projeto prevê ainda a recuperação da infra-estrutura para realização de ensaios biológicos em animais junto ao PPGCTA-UFSM, criação de infra-estrutura para realização de ensaios de microencapsulação em alimentos na UFSM, e a criação de uma linha de pesquisa em Compostos bioativos e Alimentos Funcionais no PPGCTA-UFSM e fortalecimento de algumas de linhas de pesquisa nos PPGs consolidados. Com este projeto pretende-se aumentar em pelo menos 10% a produção científica qualificada dos pesquisadores integrantes da proposta com envolvimento de alunos, sobretudo com um incremento de publicações em periódicos Qualis A1, A2 e B1 do PPGCTA-UFSM, contribuir para a formação de mestres, doutores e alunos de iniciação científica e aumentar o conceito do PPGCTA-UFSM na avaliação da CAPES. Em relação aos resultados científicos, o presente projeto pretende contribuir com: - Identificação do potencial antioxidante e/ou antimicrobiano de plantas da flora brasileira para uso na indústria de alimentos. - Identificação do potencial nutracêutico de frutas nativas da região Sul do Brasil. - Desenvolvimento de um processo para melhoria da qualidade sensorial e da atividade antioxidante do vinho através do uso de luz ultravioleta. - Otimização do processo de obtenção de compostos fenólicos e óleos essenciais de folhas de oliveiras, através do emprego de novas tecnologias. - Desenvolvimento de um processo para aumentar a estabilidade de probióticos e prebióticos para uso em alimentos, utilizando microencapsulação, possibilitando a sua aplicação em matrizes de alimentos que atualmente são desfavoráveis, tais como os produtos cárneos. - Agregação de valor a cadeia produtiva do arroz, através da viabilização da quirera como matéria-prima para obtenção de oligossacarídeos para alimentação humana. - Agregação de valor a co-produtos e resíduos agroindustriais, possibilitando o seu aproveitamento como fonte alimentar alternativa. - Melhoria da qualidade de farinhas fortificadas com ferro, através do desenvolvimento de um método rápido de monitoramento de parâmetros de identidade e qualidade.
Observação
[Não informado]
Projeto em âmbito confidencial
Não
Projeto superior
-
Palavra-chave 1
polifenóis
Palavra-chave 2
carotenóides
Palavra-chave 3
compostos bioativos
Palavra-chave 4
qualidade de alimentos
Tipo de evento
Não se aplica
Carga horária do curso
[Não informado]
Situação
Concluído/Publicado
Avaliação
Sem pendências de avaliação
Última avaliação
16/03/2017
Gestão do conhecimento e gestão financeira
O projeto pode gerar conhecimento passível de proteção?
Não
Propriedade Intelectual
[Não informado]
Proteção Especial
[Não informado]
Direito Autoral - Copyright
Não
O projeto contrata uma fundação? Indique a fundação
Não necessita contratar fundação
Classificações
Tipo
Classificação
Classificação CNPq
5.07.00.00-6 CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS
Grupo do CNPq
191 TOXICIDADE E RESÍDUOS TÓXICOS EM ALIMENTOS
Linha de pesquisa
00.01.12.03 QUALIDADE DE ALIMENTOS
Quanto ao tipo de projeto de pesquisa
2.11 Projeto de convênio de pesquisa

Nenhum objetivo estratégico indicado
Participantes
Matrícula Nome Função Carga Horária Período
@{matricula} @{pessoa.nomePessoa} @{funcao.descricao} @{cargaHoraria} h/semana @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Órgãos
Unidade Função Período
@{descricao} @{funcao.descricao} @{dataInicial|format=dd/MM/yyyy} a @{dataFinal|format=dd/MM/yyyy}
Cidades de atuação
Cidades
Cidade
UF
Período
Santa Maria
RS
15/07/2013 a 31/12/2016
Campinas
SP
15/07/2013 a 31/12/2016
Plano de Trabalho
Metas/Indicadores/Fases
  • Meta:
    M-1 - Meta principal do projeto
    Período:
    15/07/2013 a 31/12/2016
    Valor:
    R$ [Não informado]
    Conclusão:
    0 %