Brasao UFSM

Anais 25ª JAI

Início  Trabalhos

BANCO DE DADOS HIDROGEOLÓGICO

GLAUBER DE AVILA REETZ1, JOSE LUIZ SILVERIO DA SILVA 2, CARLOS EDUARDO SANCHES ANHAIA3

Introdução

O procedimento parte da elaboração de modelos tomando-se como ponto de partida o modelo elaborado com o vetor de pesos iguais para os fatores. Além disso, também foram elaborados modelos em que alternadamente foram atribuídos pesos maiores para os critérios bióticos, antrópicos e físicos. O produto destes modelos foi submetido à equipe técnica, para a avaliação da consistência dos mesmos, considerando a experiência da equipe, os dados de campo e as informações disponíveis. Também foram avaliadas as modificações dos resultados de acordo com a sensibilidade do modelo aos diferentes critérios.

Objetivos

O objetivo geral é fornecer resultados apartir de captações de águas subterrâneas que penetram diferentes formações geológicas. Associando as informações do bloco do meio físico relativo a geologia, geotecnia, geomorfologia, solos com a hidrogeologia. Após a coleta das informações hidrogeológicas procedeu-se a avaliação da consistência de parâmetros hidrodinâmicos como o Nível da Água, a espessura da Zona Vadosa, tipos de litologias e sua relação, Porosidade/Permeabilidade, processando os dados em planilhas do Excel para a geração de um mapa temático no programa ARC GIS com os respectivos poços pesquisados associados ao shapefile do Projeto.

Metodologia

Bases metodológicas e tecnológicas para subsidiar as diretrizes gerais em apoio ao processo de gestão ambiental integrada e de licenciamento de hidrelétricas do Alto e Médio Uruguai. O estudo de caso envolve: a) Hierarquização de trechos de rios quanto à viabilidade ambiental para localização de empreendimentos hidrelétricos (inventariados, em implantação ou em operação); b) Identificação de áreas favoráveis ou críticas de restrições sócio-ambientais.  - Aplicação da inovação tecnológica na elaboração de diretrizes para o licenciamento ambiental na região e subsídio à formulação de políticas públicas para a gestão ambiental integrada da bacia hidrográfica.

Resultados

Estão sendo realizados os processos necessários a integração das informações, (Geologia, Solos, Declividade, Águas Subterrâneas), do projeto “DESENVOLVIMENTO METODOLÓGICO E TECNOLÓGICO PARA AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA APLICADA AO PROCESSO DE ANÁLISE DE VIABILIDADE DE HIDRELÉTRICAS – FRAG RIO”, onde se tem como objetivo a localização e processamento das informações básicas referentes à Superfície Potenciométrica e Zona Vadosa da água, utilizando-se como apoio o sítio do CPRM/SIAGAS.

Conclusão

Conclui-se que as pesquisas acerca da área em estudo demonstram que os trechos de interesse para este estudo, como o trecho do rio Pelotas, situado a montante da UHE Barra Grande e o trecho situado a jusante da UHE Foz do Chapecó, apresentam alta fragilidade para fragmentação. A análise desagregada de fragmentação mostrou que existe uma forte dependência entre as decisões de implantar as UHEs Itapiranga e as três do Complexo Garabi (UHEs Garabi, San Javier e Santa Rosa).

1 autor, 2 orientador, 3 co-autor